20 de abr de 2010

Condenou a menina e é premiada.

E o rosário de absurdos continua. Depois do escândalo com a soltura do pedófilo psicopata no início do mês de abril  em  Luziânia, Goiás, as manchetes hoje  estampam nova bomba em suas páginas de jornais:

Juiza  é condenada a ganhar  um polpudo salário!
A juíza Clarice Maria de Andrade que em 2007 deliberadamente mandou prender a menor de idade  junto com outros 23 presos em uma cela durante 20 dias nos quais a menina de 16 anos sofreu torturas e abusos sexuais, foi premiada com uma aposentadoria compulsória que é a pena máxima em um processo disciplinar.

De acordo com a lei vigente não  é permitida a demissão para juízes.


A juíza ficará impedida de trabalhar porém receberá um gordo salário. Pago por quem? Nós contribuintes é claro! Ainda assim a juíza disse que vai recorrer da decisão por se sentir prejudicada.

É diante de coisas assim que percebemos o quanto o Brasil ainda é terceiro mundo.  Enquanto nossas leis continuarem beneficiando bandidos,  assassinos e gente corrupta que tanto denigrem nossa imagem, jamais seremos uma grande nação.
 
Nota: A Dra Luanna Tomaz, presidente da  Comissão da Criança e Adolescente da OAB, acha  que devemos aguardar o julgamento criminal, pois a medida tomada pelo CNJ foi apenas administrativa e temos que aguardar a decisão criminal

Em 2007 devido a repercussão internacional do caso,  a jovem vítima ficou sob proteção do programa federal de proteção a crianças e adolescentes em situação de risco.

Nenhum comentário: