10 de nov de 2012

Bebê sequestrado pode ser vítima do tráfico de pessoas



Sequestro de criança na Matinha está completando 1 ano sem solução

25 Outubro 2013

O desaparecimento da menina Laila Dias Santos, de 9 meses, seqüestrada em sua residência em Matinha distrito de Vitória da Conquista, permanece um mistério para a polícia. 

O caso completa dia (29) próximo, um ano. Laila estava com o irmão de oito anos quando foi sequestrada.
A delegada titular da 1ª delegacia, Tânia Silveira, informou que por um período as investigações ficaram paralisadas por falta de pistas e os suspeitos estavam foragidos. “O caso nunca foi arquivado. Só quem arquiva um processo é o juiz. Recentemente foi expedido uma nova ordem de serviço e as investigações foram retomadas, explicou a delegada. A delegada reconheceu que o caso Laila é complexo.

Resenha Geral Vitória da Conquista.


------------------------




O bebê Laila Dias Santos, de nove meses, está desaparecido desde o dia 29, quando foi tirado de dentro da sua casa no povoado de Matinha em Vitória da Conquista (BA).

Laila Dias Santos - 9 ms 
Um novo desaparecimento na região chama a atenção da polícia que já trabalha com a hipótese dos dois casos terem ligação com o tráfico de pessoas.

"Investigando o sequestro a gente descobriu esse outro caso, também de uma menina, que aconteceu recentemente. É um caso de adoção irregular, na maioria das vezes eles não sequestram, eles compram", contou o delegado Odilson Pereira  da Coorpin, 10ª Coordenadoria de Polícia do Interior.

Tráfico de Pessoas

Em entrevista para a radio Clube de Conquista o delegado conta:  "Nós já descobrimos que tem outros bebês na mesma circunstância, apenas não foram sequestrados, mas os próprios pais entregaram os bebês. E esses bebês possivelmente vão para São Paulo ou para o exterior"

Delegado Odilson Pereira
O delegado explica que a rede de tráfico no local é similar à denunciada em Monte Santo. "É semelhante, na verdade no Brasil a gente tem infelizmente essa modalidade que é tráfico de seres humanos, alguns para retiradas de órgãos, outros para adoção. (Eles) se aproveitam nas regiões mais carentes, onde as famílias muitas vezes passam por necessidades e privações e às vezes entregam seus filhos mediante paga a essas quadrilhas", explica.

Segundo o delegado, as quadrilhas que agem no tráfico de crianças são refinadas. "Elas têm um esquema muito organizado, elas têm desde os agenciadores, as pessoas que vão captar as crianças, até a sua liderança, onde se cobra enormes cifras por cada bebê sequestrado".

Sequestro do bebê

Laila Dias Santos estava com o irmão de oito anos quando foi sequestrada. Segundo Elisabete Dias, mãe das crianças, ela saiu para ir pegar água e quando voltou a filha não estava mais em casa. Esse foi o tempo necessário para que os homens roubassem o bebê.

Testemunhas contaram que o grupo chegou em um carro vermelho e que outro homem ficou em uma moto amarela fazendo cobertura. Um deles entrou na casa e pegou a menina.

Detido adolescente 16 anos

Na noite da quarta-feira (7), um adolescente de 16 anos foi reconhecido como o carona da motocicleta que acompanhava o veículo, de cor vermelha, no qual ela teria visto Laila ser transportada. O delegado que cuida do caso, Odilson Pereira Silva, representou a internação temporária do adolescente por 45 dias. A internação foi decretada pela Vara da Infância e da Juventude de Vitória da Conquista. A polícia continua com investigação para localizar a criança e os os outros integrantes do grupo.

Preso o pai do bebê

Ainda segundo o delegado, a apreensão do adolescente reforça a suspeita sobre o envolvimento do pai de Laila, o ajudante de pedreiro Paulo César Alves Santos, o “Goia”, no sumiço da criança. Preso pela autoria de um homicídio ocorrido no ano de 2006, em Vitória da Conquista, “Goia” é amigo de um traficante, irmão do adolescente apreendido, do qual foi colega de trabalho em uma fazenda da região.

DISK DENÚNCIA BAHIA - 71)3235-0000 - ou  181

Acompanhe - Blog Desaparecidos do Brasil

OOOOOoOOOOO

Nenhum comentário: