28 de nov de 2012

Juiz determina a volta das cinco crianças adotadas irregularmente na Bahia

O caso estava sendo investigado desde outubro quando houve uma denúncia que cinco crianças haviam sido retiradas de um casal, numa zona rural da Bahia e entregues para adoção de forma irregular.

As crianças foram entregues à família paulistas em maio de 2011 mas somente após a divulgação na mídia em 2012 é que o caso começou a ser investigado pela comissão da CPI do tráfico de pessoas.

Blog Rosa ou EspinhoA decisão do juiz Luiz Roberto Cappio da  Comarca de Campo Santo (BA) determina que as cinco crianças que estavam com quatro famílias em cidades paulistas, retornem ao convívio dos pais biológicos, de onde  foram arrancados com certa violência. A decisão deve ser publicada nesta quarta feira (28/11) no Diário de Justiça Eletrônico da Bahia

Segundo o magistrado, as crianças  permanecerão por quinze dias num programa de  acolhimento voltado à reestruturação dos vínculos familiares antes de retornarem definitivamente ao convívio  da família biológica.

O deputado federal Paulo Freire (PR-SP), membro da CPI, disse que a determinação do juiz reflete o trabalho de investigação da comissão e que o processo de retirada das crianças do convívio familiar foi cheio de erros. “A Justiça reconheceu o trabalho da CPI [do tráfico de pessoas] e que também o processo de guarda dessas crianças estava cheio de erros.”

Saiba mais desta história:Ministra suspeita de tráfico de pessoas





Nenhum comentário: