11 de nov de 2012

Segurança na Copa

title=Crédito:
Treinamento - Imagem internet

Copa terá sistema integrado com a Interpol

A Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) terá um sistema integrado com as 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. A integração foi um dos assuntos discutidos hoje (8) na 1ª Conferência Internacional de Segurança para Grandes Eventos, que reuniu autoridades de segurança do Brasil e do exterior.



title=Crédito:
Treinamento - Imagem internet 
Por meio dessa integração, as autoridades brasileiras poderão fazer a checagem de passaportes nas fronteiras e aeroportos usando o sistema de informação da Interpol, que mantêm lista de 75 mil nomes procurados pela Justiça.

O modelo de segurança adotado nos Jogos Olímpicos de Londres também foi tratado como referência para o Brasil. Os especialistas ingleses deverão repassar toda a experiência adquirida para os brasileiros.

A questão do terrorismo foi outro assunto que esteve na pauta de discussão da conferência. Parcerias com diversos países como a Alemanha, os Estados Unidos, a França e a Colômbia estão sendo desenvolvidas para detectar e impedir ações terroristas.

O gerente-geral de Segurança do Comitê Organizador Local da Copa 2014, José Hilário Medeiros, disse que é preciso a definir um perímetro de segurança em torno dos estádios para prevenir o terrorismo. “Isso pode prevenir a ação dos carros-bomba”, disse.

Luiz Fernando Corrêa, diretor de Segurança do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de 2016, falou durante o evento e manifestou a sua confiança no trabalho que está sendo desenvolvido pelas autoridades brasileiras e estrangeiras para o sucesso dos Jogos No Rio. “Tenho plena confiança nos operadores de segurança no Brasil e na gerência de segurança internacional”, disse.

Os responsáveis de segurança da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro participarão da próxima edição da Conferência de Segurança Interior de Tel Aviv nos dias 12 e 13 de novembro.

"O Brasil enfrenta alguns desafios complexos no tema de segurança, em particular porque está se preparando para megaeventos esportivos nos próximos anos", afirma em comunicado Roy Nir, agregado comercial de Israel em Brasília.

A Conferência de Segurança Interior, realizado em sua segunda edição, se centrará em quatro temas: cyber-segurança, segurança inteligente para centros urbanos, proteção de infraestruturas e gestão de crise.

Segundo o funcionário israelense, nos últimos anos houve um "crescente interesse nas tecnologias israelenses nestes campos, e a visita dos responsáveis de segurança brasileiros ajudará as empresas israelenses a se integrarem nos muitos projetos que estão sendo realizados no Brasil".

Fonte: ABIN  e Terra Notícias




Nenhum comentário: