28 de nov de 2013

R$ 50 mil de recompensa por pistas da localização de Emily Ketlem Ferrari desaparecida há seis meses


Empresário oferece R$ 50 mil de recompensa por pistas que levem ao paradeiro de Emily


A oferta renova esperanças da família, mas a Polícia civil acredita que a atitude pode atrapalhar investigações.

De acordo com o advogado da família, Diogo Emanuel Domingos, o homem é morador da região e trabalha na área de agronegócio, mas não tem nenhuma relação com os parentes da menina. “Ele me procurou e disse que estava comovido por causa do tempo que já se passou sem nenhum sinal da Emily. Como ele sabe que a família não tem condições financeiras para isso, resolveu fazer a oferta esperando estimular alguém que tenha alguma informação e está com medo de falar”, conta.Nesta manhã, Diogo comunicou à Polícia Civil oficialmente sobre a promessa de recompensa, enviando um ofício para ser formalizado no inquérito. “Confiamos na competência da doutora que está á frente do caso, creio que ela já esteja seguindo algum caminho e nos trará novidades em breve”, acrescenta.

A Polícia Civil informou, ainda, que as investigações prosseguem, mas ainda não há novidades do caso para serem divulgadas. Qualquer informação que ajude neste ou outros casos de pessoas desaparecidas devem ser fornecidas a Polícia Civil pelos telefones 0800 2828 197 ou 181. O sigilo é garantido.

Todo o histórico do desaparecimento de Emily Ketlem Ferrari Campos pode ser visto no site:
Caso Emily - Últimas Notícias




Emilly Ketlen Ferrari




Fonte: TV Alterosa ------------------

Aproveite as megas promoções do Black Friday Brasil em segurança


BLACK FRIDAY é conhecido internacionalmente como o dia das megapromoções. Nesta sexta-feira, 29 de novembro, milhares de lojas virtuais ou não, estarão oferecendo descontos fantásticos.

Embora os consumidores ainda estejam com a péssima impressão causada em 2012, quando muitos comerciantes maquiaram seus descontos, culminando numa piada na rede social que intitulava  o dia como Black Fraude, este ano o Portal Busca Descontos que é o organizador do evento, promete que  não se repetirá o mesmo problema.  Para isso, vários cuidados foram tomados e espera-se  que este dia seja um grande sucesso de vendas, onde o consumidor poderá economizar até 80% em alguns produtos.

Este ano, 120 lojas virtuais se cadastraram como participantes do Black Friday. Entre as grandes redes varejistas,  estarão participando , Casas Bahia, Americanas, Ponto Frio, Walmart, Magazin Luiza, Extra, alem de empresas  de telefonia, informática, restaurantes, hotéis, etc.

 Lembre-se que o consumidor tem o direito de se arrepender em até sete dias após a entrega. É um direito garantido pelo artigo nº 49 do Código de Defesa do Consumidor, mas  é melhor previr do que passar dor de cabeça depois.
Veja a lista preparada pelo Procon com nomes de lojas que acumularam reclamações do consumidor.

Além da lista negra, a Serasa vai permitir que o consumidor pesquise o CNPJ das empresas "Mais importante do que pesquisar os preços é pesquisar a reputação da loja do seu interesse", diz Pedro Eugênio.

Veja abaixo, na imagem, algumas dicas que vão ajudá-lo a se proteger contra fraudadores.




Imagem Net/Créditos Editora de Arte A Tarde


Curiosidades: Black Friday ou sexta-feira negra, designa o dia em que grandes varejistas  fazem super  promoções dos seus  produtos, todos com os maiores descontos vistos no decorrer do ano. No Brasil, o evento ocorre desde 2010.

Tradicionalmente, o Black Friday acontece no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças, ou seja, na 4ª sexta-feira do mês de novembro. Como nesse ano o primeiro dia de novembro já caiu numa sexta-feira, a tradição prediz que o Thanksgiving Day (Dia de Ação de Graças) passa a ser comemorado não na 4ª, mas na 5ª semana do mês, e assim será com o Black Friday.

Portanto, a sexta-feira negra, nesse ano de 2013, será realizada no dia 29 de novembro.

A partir do primeiro minuto do dia 29, você poderá, através do site Busca Descontos, conferir as ofertas de aproximadamente 120 lojas online.

Família de Lukas Wesley da Silva não acredita na versão da polícia

ATUALIZAÇÃO: MATÉRIA HOJE NO BALANÇO GERAL DA RECORD, irá falar sobre o  desaparecimento de Lukas Wesley da Silva. 28/11/2013

___________________________________________________________________

ATUALIZAÇÃO - Um menor confessou o crime e encontra-se preso na Fundação Casa porém o corpo da criança nunca foi encontrado. A mãe contesta versão da polícia.

E-mail enviado, pela mãe do pequeno Lukas, às autoridades competentes:


De: Cintia da Silva Barbosa
Data: 30 de março de 2013
Assunto: : Reabertura do caso de Lukas Wesley Barbosa (3 anos). Criança desaparecida em 23/09/2012.
Para: seguranca@sp.gov.br, pessoasdesaparecidas@ssp.sp.gov.br
Cc: dh@mp.sp.gov.br, infancia@mp.sp.gov.br, ouvidoria@mp.sp.gov.br


Srs. Da Secretaria de Segurança Pública, representada pelo Sr. Fernando Grella Vieira e Ministério Público do Estado de São Paulo, representados pela secretaria de Direitos Humanos e Infância e Juventude, venho por meio desta fazer um apelo junto à Sociedade Brasileira sobre reabertura do caso do meu filho, Lukas Wesley Barbosa, 3 anos, desaparecido em 23/09/2012 na cidade de São Paulo.


Meu filho desapareceu na porta da casa no dia 23/09/2012. Testemunhas disseram ter visto ele pela última vez na companhia de um adolescente, no qual, depois foi feito um retrato falado amplamente divulgado na mídia. O adolescente foi reconhecido e apreendido. Quando apreendido, disse ter levado meu Lukas até a Praça da Sé, onde entregou-o a uma mulher.
Após esse relato, o adolescente mudou sua versão, dizendo ter abusado sexualmente e matado meu filho, e após isso jogou-o de cima da ponte de um córrego, no bairro Aricanduva, Zona Leste de São Paulo. O Corpo de Bombeiros na época fez buscas no córrego e nenhum corpo ou pistas sobre o meu filho foram encontradas. Na época inclusive foi divulgada que assim que o Corpo de Bombeiros tivessem informações precisas sobre o corpo, as buscas seriam retomadas imediatamente. Onde estão essas buscas?! Onde está meu filho?!
O delegado da divisão da Delegacia de Desaparecidos e Divisão Antissequestro, Sr. Joaquim Dias Alves, na época disse “ter fortes indícios da autoria e materialidade do crime”. Sr. Joaquim, materialidade de um crime é o quê, um corpo?! Onde estão as provas?!


O que eu, como mãe, cidadã brasileira pergunto há 6 meses é:


1. Como o Estado que tem o orgulho de ter um programa “São Paulo em Busca das Crianças e Adolescentes Desaparecidos”, lançado em 25/05/2012, pode tratar com tanta omissão e descaso o desaparecimento de uma criança de apenas 3 anos de idade? Como?!


2. Que ações foram feitas pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, representada pela Delegacia de Pessoas Desaparecidas, para dar uma resposta definitiva à minha família em relação ao meu filho?


3. Que ações foram feitas pela Secretaria de Segurança Pública em relação ao meu filho, obedecendo a lei federal do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)?! Lei essa que estabelece no Capítulo VII, “§2o A investigação do desaparecimento de crianças ou adolescentes será realizada imediatamente após notificação aos órgãos competentes, que deverão comunicar o fato aos portos, aeroportos, Polícia Rodoviária e companhias de transporte interestaduais e internacionais, fornecendo-lhes todos os dados necessários à identificação do desaparecido.”


4. Como um caso que teve uma considerável repercussão na mídia, não teve resposta efetiva sobre o encontro de um corpo ou mesmo direcionamento das investigações de que realmente meu filho foi entregue a uma pessoa na Praça da Sé? E em se tratando da entrega de uma criança na Pça. Da Sé, câmeras de vigilância foram analisadas? Como esse adolescente se dirigiu à Praça da Sé; onde estão os registros de bilhetes de ônibus?


5. Por que temos tantos casos de crianças e adolescentes desaparecidos (368 casos) registrados no site da Secretaria de Segurança Pública do Estado de SP, sem solução, sem direcionamento? Casos como Larissa Izabel Heymer (BO 1610/2011), Lucas Fuzaro Mori (BO 113/2011), Lucas Pereira (1751/2008), Hugo Ribeiro (desaparecido em 07/2007) dentre tantos outros?! E meu filho, onde está?!


6. Por que o BO do meu filho (Queixa 15826/2012, BO 5220/2012) ainda consta como criança desaparecida, sendo que a polícia diz “ter fortes indícios da autoria e materialidade do crime”. Ora Srs., insisto em perguntar; a materialidade de um crime é um corpo?! Onde está?!


7. A perícia na época verificou condições meteorológicas (tempo) para saber se no córrego realmente foi jogado uma criança e o mesmo foi arrastado pela água até desembocar em algum rio? Onde está o meu filho?!
Srs., eu preciso de respostas! Minha família precisa de respostas! É inconcebível que o Estado, representado pela Secretaria de Segurança Pública para o caso de desaparecimentos, não tenha respostas quanto ao caso do meu filho após 6 meses. O pior de tudo, o caso está praticamente arquivado!Não podemos conviver com o descaso e omissão do Estado! Se preciso for, vou até as últimas consequências para obter respostas sobre o meu filho!


Cíntia da Silva Barbosa, mãe de Lukas Wesley Barbosa (3 anos), desaparecido em 23/09/2012, na cidade de São Paulo-SP.


--------------------------------


Desaparecido desde 27 de setembro,  parentes e amigos fazem manifestação e dizem não acreditar na versão da polícia de que a criança está morta.


O adolescente suspeito de matar o menino Wesley Lucas da Silva muda versão de onde jogou o corpo.

Lucas Wesley da Silva desaparecido
A corporação do Corpo de Bombeiros informou que o acusado do crime, um adolescente de 14 anos, está mudando a versão sobre onde jogou o corpo da criança, o que dificulta os trabalhos, em vista disso foi decidido  a suspensão das buscas até que tiverem informações mais precisas sobre onde o adolescente teria jogado o corpo do pequeno Lucas Wesley da Silva, de três anos, desaparecido desde  27 de setembro.

Parentes e amigos da criança desaparecida bloqueiam via na zona leste em protesto

Uma protesto motivado pelo desaparecimento do garoto, bloqueou completamente o cruzamento das avenidas dos Nacionalistas e Aguiar da Beira, no bairro Aricanduva, zona leste de São Paulo, na noite da sexta-feira (12). Os manifestantes atearam fogo em pneus e fecharam a via.

Parentes e amigos dizem não acreditar na versão da polícia de que a criança está morta e exigem intensificação nas buscas.


Fonte: R7 Notícias.

10 de nov de 2013

Corpo de menino encontrado no rio pode ser de Joaquim desaparecido em Ribeirão Preto


ATUALIZADO - O corpo de Joaquim Ponte Marques foi encontrado sem vida .
Segue inquérito policial  para apurar se houve crime e quem são os culpados. O principal suspeito da polícia é o padastro do menino.
_________________________ :(


O corpo de uma criança encontrado em uma propriedade rural em Barretos, boiando sobre as águas do Rio Pardo neste domingo, por volta das 11h30, pode ser do menino Joaquim, desaparecido há cinco dias. Bombeiros e a delegada de plantão da Polícia Civil em Barretos, Maria Tereza Vendramel, se deslocaram ao local.

Segundo Osinski, a criança encontrada vestia um pijama estampado idêntico ao descrito pela família no boletim de ocorrência registrado no dia do desaparecimento. “Mais de 99,9% de chance de ser o menino, não tem dúvida. A descrição da blusa de cima bate com aquela que constou do boletim de ocorrência inicial”, afirma.

Em Ribeirão Preto, policiais militares fecharam o quarteirão da casa em que vivem Natália e Guilherme, mãe e padrasto do menino, investigados pela polícia.

Joaquim Ponte Marques - Desaparecido Ribeirão Preto/SP


O desaparecimento

Joaquim, 3 anos, desapareceu na madrugada de terça-feira (5), de dentro da casa onde mora com a mãe e com o padrasto no bairro Jardim Independência. Em depoimento à polícia, Natália Ponte afirmou que notou a ausência do filho pela manhã, ao procurá-lo no quarto, por volta de 7h, para aplicar uma dose de insulina, já que o menino é diabético. Segundo a mãe, as janelas da casa têm grades, o portão estava trancado, mas a porta da sala estava aberta. Natália afirmou que o atual marido é usuário de drogas e que teria sido ele o último a ter contato com o garoto, ao colocá-lo para dormir, por volta de meia-noite.
Mãe e padrasto da criança
O padrasto Guilherme Longo, que admitiu ser dependente químico, contou que nas últimas semanas teve uma recaída e que chegou a sair de casa na madrugada em que Joaquim desapareceu para ir atrás de drogas. Ele disse que deixou a porta aberta ao sair, mas que voltou rápido porque não encontrou o que procurava.

Longo, que teve a prisão temporária pedida junto com a mãe pelo delegado, negou que a dependência pudesse oferecer riscos ao menino e às outras pessoas com quem convive. O pedido de prisão do casal foi negado pela Justiça na semana passada.

O tio de Joaquim, Flávio Paes, que desde terça-feira acompanha os trabalhos da polícia ao lado do irmão Arthur Paes, pai de Joaquim, em Ribeirão Preto, afirmou que o casal trata o desaparecimento com descaso.


Escola

Em entrevista ao G1, a assessora de direção da escola contou que Joaquim foi matriculado no início de agosto, quando a família da mãe se mudou de São Joaquim da Barra (SP) para Ribeirão Preto. “Ele está conosco há pouco tempo, mas já é muito querido. O Joaquim se adaptou muito rápido, é um menino muito esperto e inteligente”, contou.

Segundo Ivete, Joaquim não frequentava a escola desde o dia 29 de outubro, uma semana antes de desaparecer, por causa da adaptação da nova rotina após ser diagnosticado com diabetes, no final de setembro. “A mãe disse que ele estava precisando de insulina com frequência e achou melhor deixá-lo em casa por uns dias para fazer esse controle”, disse.

A assessora de direção da escola conta que os profissionais envolvidos com Joaquim nunca observaram nenhum comportamento diferente entre Joaquim, a mãe e o padrasto. O menino, segundo ela, também não fazia queixas contra o casal. “Nunca observamos nada de anormal. Eles são uma família normal e nunca existiu nenhuma situação que chamasse a nossa atenção. A relação dele com a mãe e o padrasto era muito tranquila”, conta.

Segundo ela, Natália era quem na maioria das vezes levava e buscava o filho na escola.


Confirmação
A confirmação de que se trata do menino desaparecido ainda depende de exames que serão feitos no Instituto Médico Legal (IML) de Barretos e do reconhecimento dos familiares.
Quase certo de que se trata de Joaquim, ele informou que vai solicitar a realização de exames médicos específicos, como testes de insulina, que poderão ajudar nas investigações. “Vou pedir vários exames, se for confirmado que é o Joaquim. Precisamos saber de várias coisas, se foi esganado, por que lesão morreu”, diz.


10/11/2013

-------------------

14 de out de 2013

Criança desaparecida em Tocantins é resgatada nas Filipinas


Saiba como tudo começou:
Mãe Volta ao Brasil sem a filha



Após a prisão do ucraniano Alexander Levin, no Canadá, a menina de 2 anos, Ieda Alexandra é resgatada nas Filipinas.


Agora ela terá que aguardar a vinda da sua mãe, que mora em Tocantins, para voltar ao Brasil.

14/10/2013
No momento, Ieda Alexandra está em poder do serviço social das Filipinas e só sairá do país com a mãe. O defensor diz que o Ministério das Relações Internacionais está em contato com a embaixada do Brasil, em Manila, capital das Filipinas, para que Ieda possa ser entregue ao órgão. “É uma cidadã brasileira e não tem porque ficar na assistência social. O Ministério está tratando para ficar de posse até que Oziene chegue nas Filipinas e possa trazer a criança"


De acordo com o defensor público da União, Pedro Paulo Raveli Chiavini, após ser preso, Levin indicou o local em que a criança estava. “Ele foi atraído pela polícia. Já tinha ido várias vezes prestar depoimento e, na última vez, tinha mandado de prisão. Quando ele chegou, ele foi preso. Ele divulgou o endereço, quando passou o endereço, começaram as tratativas.”

O defensor explica que, em um primeiro momento, houve uma resistência por parte do governo das Filipinas para resgatar a criança, já que eles solicitavam um pedido de Cooperação Internacional com o Brasil. O argumento usado para que fosse feito o resgate, foi de que Ieda estava inclusa na difusão amarela, que é a divulgação, pela Interpol, da foto, nome e características físicas da criança sequestrada para todos os países membros.

"Foram horas de bastante conversa. Não era caso de cooperação, ela já tinha sido incluída na difusão amarela, só com base nisso e a informação do paradeiro, que tinha [sido] passado pelo sequestrador, bastava as autoridades irem ao endereço e resgatar ela”, explica Chiavini.

Segundo o defensor, uma viatura da polícia ficou monitorando a casa em que Ieda foi localizada. Ela estava com uma mulher, chamada Cindy, que segundo informações preliminares é costureira, trabalha no mercado local, cuida de crianças e estava recebendo de Levin para cuidar de Ieda.

Ieda Alexandra Levin, de 2 anos, estava desaparecida desde o dia 27 de junho deste ano, quando foi levada para a Ucrania, pelos pais. A mãe, Oziene Vieira Barbosa, 25, de Tocantins, vivia com o ucraniano Alexander Levin, 47 anos, pai da criança. Em Junho, na Ucrania, ele disse que iria sair comprar algumas coisas no mercado e levou a menina junto. Depois disso não retornou mais.

Com o resgate da filha, Oziene agora se prepara para ir às Filipinas. Sem um posicionamento do Ministério das Relações Exteriores, ela está viabilizando uma forma de conseguir o dinheiro para ir até o país. “Agora vou comprar passagem e trazer minha filha. Fiquei feliz com a eficácia do trabalho da justiça brasileira juntamente com as autoridades do Canadá . Eu tinha fé que terminasse esse trabalho e que o final tivesse desfecho feliz, que minha filha saísse da situação sem dano moral e nem físico.”

Oziene diz ainda que não tem medo da rejeição da filha. “Não tenho medo que ela não me reconheça. Coração de mãe avisa, ela vai sentir que sou a mãe dela”, diz, a mãe que está grávida de quatro meses de outro filho de Levin. "Começar nova vida, criar melhor maneira possível, com a minha família, preencher espaço que o pai vai fazer e seguir adiante. Foi coisa intensa e complicada, mas foi válida fazendo isso em prol da minha filha, sou mãe dela e meu dever principal é de defendê-la. Não foi fácil, sofri muito", relata a mãe que não pode ver Ieda quando a menina completou dois anos, no dia 30 de julho.

A avó de Ieda, Maria de Jesus Vieira, ficou muito emocionada com a notícia do resgate da neta. "Quero agradecer a todos que nos deram apoio. Agora é vida nova, temos que conseguir comprar a passagem para ir o mais rápido possível porque ela está no meio de estranhos."


De G1

Saiba como tudo começou:

-----------------------------------------------












12 de out de 2013

Como ficar famoso em um dia na internet


Não estou desaparecida, diz idosa.

""O carro é meu, as contas eu pago, deixei um bilhete e resolvi passear""

O desaparecimento de dona Evani Maria R. Saraiva, 63 anos, rendeu febre na internet. Moradora de Passo Fundo, RS, ela resolveu sair por alguns dias e deixou um bilhete para o filho, avisando que iria viajar, levando consigo algumas roupas e o carro.

Após uma semana, o filho preocupado pela falta de notícias,  registrou um Boletim de Ocorrência na 2ª DP de Passo Fundo e lançou um apelo na internet com a foto da mãe como ''DESAPARECIDA''

A foto bombou nas redes sociais, todos preocupados  com a mãe desaparecida do Vinícius. De repente, um comentário  chamou a atenção de todos, era a própria desaparecida deixando um recado para o filho. 

Foto/net
"Não estou desaparecida, estou bem. O carro não é da família é meu, as contas em Passo Fundo todas pagas. Resolvi passear, deixei bilhete para meu filho Vinicius que não se prontificou a me cuidar, já que eu extrai 5 dentes e tenho diabetes. Uma enteada que é enfermeira me cuidou, agora não preciso de cuidados e resolvi passear. "" (vide foto)

Os internautas, se dividiram em opiniões, uns a favor outros contra a atitude da idosa. Os que se divertiram com a história da mãe dando sermão no filho através da internet, criaram uma brincadeira no Tumblr  DonaEvani On The Road (Dona Evani na Estrada) retratando D. Evani em várias partes do mundo.

E você o que acha? Quem está certo nessa história?

Fatos como este acontecem diariamente, geralmente com jovens e adolescentes que saem de casa sem avisar e os pais preocupados lançam a foto na net como desaparecido. Analisando, percebe-se que a causa está atrelada à falta de comunicação dentro de casa, que pode gerar problemas muito sérios. Felizmente esta história de hoje acabou bem.


Fonte: DM.com.br.

24 de ago de 2013

Polícia prende integrante de quadrilha de tráfico de pessoas





Ação de Inteligência Policial resulta em prisão de mulher envolvida no tráfico de pessoas e exploração sexual.

Após ação integrada entre as  Polícias Civis de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e do Pará, foi presa em Passo Fundo,  Claci de Fátima Morais da Silva, de 42 anos, foragida do estado do Pará.

Segundo as investigações, a mulher era responsável pelo recrutamento e acolhimento de mulheres em suas boates, localizadas nas cidades de Joaçaba, Herval do Oeste e Capinzal, em Santa Catarina. Após, o recrutamento elas eram repassadas a outro integrante da quadrilha, gaúcho, que fazia o transporte ao Pará, onde as vítimas eram exploradas sexualmente. No início do ano, em outra ação da polícia, foram libertadas 17 mulheres, além de um travesti e uma adolescente.

Claci, assim como os demais integrantes da quadrilha que estão presos, responderão por diversos crimes previstos no Código Penal Brasileiro. São eles:

Art.231-A, por tráfico de pessoas para exploração sexual;
Art. 218-B, por submeter, induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual pessoa menor de 18 anos; 
Art. 228, por induzir ou atrair alguém à prostituição ou outra forma de exploração sexual;
Art. 229 por manter, por conta própria ou de terceiro, estabelecimento em que ocorra exploração sexual, visando lucro, ou por mediação direta do proprietário ou gerente, e
Art. 230, por tirar proveito da prostituição alheia, participando diretamente dos lucros ou fazendo-se sustentar, no todo ou em parte, por quem exerça a prática ilegal.

A presa foi apresentada na Delegacia de Pronto Atendimento de Passo Fundo para o registro dos procedimentos legais. Em seguida, a mulher foi encaminhada ao sistema prisional e já está sendo providenciada a sua transferência para o Pará. 


-----------------------------









16 de ago de 2013

Grande manifestação em defesa de Marcelo Pesseghini



Para a polícia surgem cada vez mais evidências que foi o garoto quem  atirou nos pais, na tia e na avó mas nem todos pensam assim.

Manifestação Pacífica: Não foi o Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini
No Facebook uma página criada em defesa do adolescente de 13 anos, Marcelo Pesseghini, principal suspeito pela chacina familiar, convida para um evento   marcado para o dia 16, sexta-feira às 18h em frente ao DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa), que investiga o caso.

Fotos divulgadas na mídia mostram cenas do crime modificadas




Informações divulgadas na última quinta-feira (15) dão conta de que a avó de Marcelo não recebeu apenas um tiro, como havia sido divulgado anteriormente. Os disparos atingiram a cabeça e o punho dela.

Ainda de acordo com as investigações, um parente relatou que, durante um encontro de família, o garoto pegou a arma do pai e apontou para todos que estavam presentem. Em outra ocasião, ele teria pegado a pistola após a campainha tocar e dito que "se fosse intruso, iria atirar para matar".


12 de ago de 2013

Documentário Tráfico de Pessoas

TRÁFICO DE PESSOAS - UMA LENDA URBANA REAL 

Produzido pelos alunos de Rádio e TV da Universidade Anhembi Morumbi como trabalho de conclusão de curso, o filme dirigido por Rafael Moraes foi lançado esta semana em São Paulo pela Fundação Memorial da América Latina.

O Memorial, ao promover o lançamento deste documentário objetiva fazer com que alcance a população,

escolas, ONGs, entidades e autoridades competentes interessadas em alertar, conscientizar e enfrentar o tráfico de pessoas. Este lançamento é, portanto, mais um ato de enfrentamento ao tráfico de pessoas.

Apesar da expressão “tráfico de pessoas” geralmente ser lembrada pelo conceito de exploração sexual, o comércio ilegal de pessoas inclui também a exploração de homens, mulheres e crianças para fins de trabalho escravo, prostituição e venda de órgãos. Após meses de estudos e pesquisas, os alunos constataram que o Brasil está trabalhando seriamente para a divulgação do tema e o combate ao tráfico de seres humanos no país. A novela “Salve Jorge”, exibida no horário nobre no período de 22 de Outubro de 2012 a 17 de Maio de 2013, que falou sobre o tráfico de pessoas, elevou a discussão do tema, porém ainda existem poucos materiais referentes ao assunto com a capacidade de atingir a população de forma rápida e eficiente, a fim de conscientizar as pessoas sobre a gravidade desse tipo de crime. Com a aproximação da Copa do Mundo, em 2014, e as Olimpíadas no Brasil, em 2016, a entrada e saída de pessoas no país será grande, e a falta de informação deixa a população brasileira vulnerável ao tráfico. Muitas pessoas, iludidas pela promessa de bons empregos e altos salários se deixam enganar por criminosos do setor. Por esse motivo, já estão sendo criados diversos projetos de conscientização da população, como por exemplo, a Campanha da Fraternidade de 2014, que terá como tema o tráfico de seres humanos







Para o desenvolvimento deste trabalho foi fundamental a participação do grupo de alunos no 7º Encontro Internacional sobre Migração e Tráfico de Pessoas na América Latina, promovido em setembro de 2012 pelo Memorial, em parceria com o Instituto Latino-Americano de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos – ILADH e com o apoio do Movimento contra o Tráfico de Pessoas – MTCP. Este encontro os ajudou a compreender a temática sob o ponto de vista da responsabilidade social e do dever que a mídia tem em atingir as massas e auxiliar no combate e enfrentamento ao tráfico no Brasil.

Documentário
Tráfico de Pessoas: Uma Lenda Urbana RealDireção: Rafael Moraes
Roteiro: Rita de Cássia e Rafael Moraes
Pesquisa: Rita de Cássia
Produção Executiva: Aline Morishita
Direção de Fotografia: Paulo Welter
Edição: Rafael Moraes
Assistentes de Edição: Paulo Welter e Igor Medeiros
Mixagem: Leonardo Argento
Som direto: Rodrigo Galafuz
Produção: Aline Morishita e Rita de Cássia
Cinegrafista: Paulo Welter e Rafael Moraes
Assistente de produção: Rodrigo Galafuz e Igor Medeiros
Entrevistados: Dra. Anália Ribeiro, Dr. Antônio Freitas, Dra. Eliana Vendramini,Dra. Cláudia Luna, Dra. Maria Gabriela e Dr. Juliano de Sá Lobão
Apoio: Verbo Filmes

Serviço:

Lançamento do documentário: “Tráfico de Pessoas: Uma Lenda Urbana Real”
Data: 8 de agosto de 2013, quinta-feira, 18h
Local: Anexo dos Congressistas – Memorial da América Latina
Entrada pedestre: Portão 13
Estacionamento: Portão 15 (pago)
Entrada Franca - serão fornecidos atestados de presença.
Informações:
eventoscbeal@memorial.sp.gov.br
Tel.: (11) 3823-4780
Fundação Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Metrô Barra Funda – São Paulo, SP




Veja também :









7 de ago de 2013

Ministra se diz surpresa com o acordo firmado entre o TSE e Serasa para repassar dados sigilosos dos eleitores


O acordo foi publicado no "Diário Oficial da União" do dia 23 de julho e já está em vigor.


SURPRESA

A Ministra Cármen Lúcia diz desconhecer repasse de dados ao Serasa e defende a suspensão imediata do repasse de dados de eleitores ao Serasa. A presidente sugeriu à corregedora-geral da Justiça Eleitoral, Laurita Vaz, a anulação do convênio e que o assunto seja levado ao crivo do plenário do TSE.

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia, afirmou a assessores próximos

Ministra Cármen Lúcia

que "levou um susto" ao saber que o tribunal cedeu dados de eleitores para o Serasa. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) do dia 23 de julho e foi revelada hoje pelo jornal O Estado de S. Paulo. A empresa poderia passar os dados de 141 milhões de eleitores para seus clientes.

De acordo com assessores do tribunal, apesar da decisão ter sido publicada no Diário Oficial, a ministra não teria sido informada do assunto. Conforme informações do tribunal, a decisão partiu da ex-corregedora do tribunal Nancy Andrighi e confirmada pela sua sucessora, ministra Laurita Vaz.

"Por determinação da corregedoria-geral do TSE, tendo sido despachado pela ministra Nancy Andrighi, que foi sucedida no cargo pela ministra Laurita Vaz, restringindo-se essa matéria ao exclusivo cuidado da Corregedoria. Por isso, a matéria nunca foi levada ao conhecimento prévio da presidência do TSE ou aos demais ministros", afirmou Cármen Lúcia.

O cadastro dos eleitores é de responsabilidade da corregedoria-geral. O órgão do TSE teria autonomia para gerenciar os dados dos 141 milhões de eleitores brasileiros. O repasse de dados ao Serasa é feito justamente no momento em que o TSE faz o cadastro biométrico dos eleitores.

Pela manhã, conforme os assessores, a presidente teria telefonado para a corregedora para questionar a veracidade da notícia. A ministra teria dito, conforme o relato de assessores, que estava "tranquila" sobre a correição da medida. Laurita Vaz deve convocar uma coletiva para explicar o assunto.

Pelo acordo firmado com o Serasa, o tribunal entrega para a empresa privada os nomes dos eleitores, número e situação da inscrição eleitoral, além de informações sobre eventuais óbitos. A empresa, por sua vez, pode fornecer esses dados aos seus clientes.

Na gestão do ex-presidente do TSE Ricardo Lewandowski, a Polícia Federal negociou com o tribunal um acordo para o uso dos dados cadastrais. O pedido foi negado, pois o tribunal alegou que a legislação e decisões do próprio TSE vetariam o repasse de dados dos eleitores.


Assessoria.

Agência Estado

22 de jul de 2013

Papa Francisco chega ao Brasil em sua primeira viagem internacional.

Papa Francisco no Brasil


O Papa que defende “uma Igreja pobre para os pobres” e uma Igreja aberta, que sai à rua em vez de ficar fechada nos seus palácios, explicou que o sentido da sua viagem ao Brasil, onde participará na Jornada Mundial da Juventude, “é encorajar os jovens a viverem inseridos no tecido social com as pessoas mais velhas, não isolados da vida”.
“Quando isolamos os jovens cometemos uma injustiça. Não devemos isolá-los da sociedade. Eles são o futuro”, disse Francisco aos jornalistas que o acompanharam na sua primeira viagem ao estrangeiro.
A primeira entrevista foi dada de improviso, ainda no avião, aos 70 enviados que o acompanharam no voo.

O Papa Francisco chegou ao Brasil às 15h43 desta segunda-feira (22). O avião Airbus A330 da Alitalia, que saiu do Aeroporto de Fiumicino, próximo a Roma, às 8h55 no horário local (3h55 em Brasília), pousou no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro.

Papa Francisco é recepcionado por Dilma Roussef
O papa Francisco foi recepcionado pela Sra. Presidente Dilma Roussef e várias autoridades. Depois a comissão se dirigiu à Catedral Metropolitana, onde chegaram às 17 horas. Durante o trajeto a multidão que aguardava sua passagem, cercou por várias vezes o veículo. Alguns fiéis conseguiram apertar a mão dele . Na Catedral, ele embarcou no papamóvel e segue em direção ao Teatro Municipal.

Já no papamóvel aberto, ele acena para a multidão durante o trajeto de 1 quilômetro até o Teatro Municipal e chegou a beijar crianças de colo que chegaram bem perto do veículo.

Do Teatro Municipal, o papa embarca em carro fechado até o 3º Comando Aéreo Regional, de onde segue de helicóptero para o Palácio Guanabara, sede do governo estadual, onde será recebido por autoridades. Além da presidenta Dilma Rousseff, do vice-presidente Michel Temer, do governador Sérgio Cabral, estarão na solenidade mais oito governadores e 650 convidados.


Missão - Jornada da Juventude
Ele vem ao Brasil para presidir a Jornada da Juventude. O evento começa nesta terça-feira (23) e vai até domingo.

Segundo o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, Francisco destacou a necessidade de resgatar a dignidade dos jovens e disse que o isolamento deles é uma injustiça.

"Os jovens pertencem a uma família, a uma pátria, a uma cultura, a uma fé. Eles têm uma riqueza que constitui o futuro de um povo. O futuro é também dos idosos, pois eles são os depositários da sabedoria da vida, da história, da pátria e da família. Um povo tem futuro se caminha com a força dos jovens e dos idosos", ressaltou o papa.

Em seguida, Francisco fez uma reflexão sobre a crise econômica mundial e o fato de os jovens não encontrarem trabalho. "Corremos o risco de ter uma geração que não teve trabalho. É do trabalho que vem a dignidade da pessoa, do ganha-pão cotidiano."

O santo padre falou também sobre a cultura da indiferença, que se reflete no isolamento dos idosos, e destacou a necessidade de promover a cultura da inclusão e do encontro. O pontífice pediu a ajuda dos jornalistas e que eles trabalhem para o bem da sociedade, dos jovens e dos idosos.

A Jornada Mundial da Juventude começa na terça-feira, quando são esperados 800 mil turistas, e termina no próximo domingo, depois de uma semana de atividades religiosas. O ápice do evento deve ser a encenação da Via Sacra, na orla de Copacabana, na sexta-feira, e a missa de encerramento do evento em Guaratiba, no domingo. São esperadas mais de 1,5 milhão de pessoas nos eventos com o papa. A agenda do pontífice no país inclui ainda visita a comunidade pobre no Rio e ao Santuário Nacional de Nossa Senhora de Aparecida, em São Paulo.


-------------------------



Nasce o príncipe, Kate dá a luz um menino

Bem-vindo pequeno príncipe




LONDRES - Kate Middleton, esposa do príncipe William, deu à luz a um menino nesta segunda-feira (22)

Ele assumirá o terceiro lugar na linha de sucessão do trono britânico.

Após semanas de intensa especulação na mídia sobre o nascimento do bebê real, Kate, de 31 anos, foi levada pouco antes das 2h da manhã (horário de Brasília) à ala particular do Hospital St Mary's, em Paddington, no oeste de Londres. Foi nesse mesmo hospital que William nasceu, em 1982.

Segundo nota divulgada pelo hospital, Kate e o bebê devem permanecer esta noite no hospital.

Seguindo a tradição, o sexo de seu primeiro filho só seria sabido no momento do nascimento o que causou grande expectativa pela mídia internacional.

Como seu pai, o príncipe Charles, fez no dia de seu nascimento, em 1982, William quebrou o protocolo e assistiu ao parto, que durou mais de 10 horas. O bebê real é o terceiro bisneto da rainha Elizabeth 2ª e, segundo a linha de sucessão da monarquia, deve assumir o trono após os príncipes Charles e William.

William, por sua vez, terá duas semanas de licença paternidade antes de retomar seu trabalho como piloto da Força Aérea britânica.


Curiosidade:


– Analistas estimam que o frisson em torno do nascimento do bebê real possa injetar na economia inglesa até 240 milhões de libras (380 milhões de dólares), fortuna derivada da venda de produtos licenciados, do aumento no fluxo de turistas e do bookmakers, mercado de apostas, que movimenta milhões na Inglaterra com palpites sobre o nome do bebê, a cor dos seus cabelos e até a idade em que ele vai ser fotografado pela primeira vez dentro de um clube noturno. Em entrevista à agência de notícias France-Presse, o especialista Gary Burton revelou que os palpites já ultrapassaram o montante de 750 000 libras (equivalente a 2,5 milhões de reais) na empresa de apostas Coral, a qual dirige.

Os números se justificam tendo em vista que sobre a cabecinha coroada do bebê de William e Kate repousa a responsabilidade da manutenção de uma instituição milenar, a monarquia britânica. Segundo um estudo divulgado em junho do ano passado pela consultoria britânica Brand Finance - especializada em avaliação e gestão de marcas -, o valor comercial da realeza britânica já supera 44,5 bilhões de libras (mais de 139 bilhões de reais). A pesquisa sugere que, se fosse colocada à venda como qualquer outro negócio, a monarquia valeria mais do que as redes de supermercado locais Tesco (33 bilhões de libras) e Marks & Spencer (7,4 bilhões de libras) juntas, por exemplo. O bebê de William torna-se o terceiro na linha de sucessão ao trono, atrás do avô e do pai. Os herdeiros são a forma de perpetuação da monarquia. Logo, ao presentear a rainha Elizabeth II com um bisneto, William e Kate cumprem o papel que se esperava deles: contribuem para garantir a longevidade do reinado dos Windsor

18 de jul de 2013

Jovem desaparecido há sete anos foi enterrado como indigente






Jovem desaparecido há sete anos foi enterrado como indigente



Após sete anos de procura, mulher descobriu que menor foi enterrado como indigente após ser sequestrado e morto por PMs. Caso será reaberto para continuidade das investigações

Depois de mais de sete anos procurando pelo filho desaparecido desde dezembro de 2005, a doméstica Marilene Costa, de 45 anos, conseguiu finalmente encontrá-lo, mas, infelizmente, morto. Foi o que descobriram agentes da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), que vão assumir as investigações. De acordo com o delegado Wellington Vieira, Edson Felipe Costa Furtado foi enterrado como indigente em janeiro de 2006, depois de ter sido sequestrado e morto por policiais militares.

“O caso está arquivado na delegacia do Alcântara [74ª DP], mas vamos pedir a reabertura do processo para darmos continuidade nas investigações”, declarou Vieira. Segundo ele, em 29 de dezembro de 2005, PMs estavam perseguindo um amigo de Edson no bairro Guaxindiba, em São Gonçalo, que depois de conseguir sair da visão dos PMs, deixou a moto com o jovem.

“Edson, então com 16 anos, ficou com o veículo sem saber o que estava acontecendo e acabou sendo abordado pelos PMs que o confundiram com o outro rapaz e o colocaram na viatura e o levaram. Desde então ninguém teve mais notícias dele”, lembra um dos investigadores.

Segundo laudo pericial, Edson foi morto com dois tiros no queixo no Largo da Ideia, para onde teria sido levado na viatura, um dia após o seu desaparecimento. Segundo registro feito na 74ª DP (Alcântara), na época, não houve identificação nem procura de parentes pelo corpo do menor. Como ele ainda não possuía documentos de identificação, por ser menor de idade, não foi possível fazer o reconhecimento através de impressões digitais.

“Eu ainda tinha esperanças de encontrar o meu filho. Sempre que passava alguém parecido com ele na rua eu pensava que era ele, que poderia ser meu filho e que talvez ele pudesse estar sem memória”, desabafou Marilene, que agora quer justiça.

Segundo um dos policiais responsáveis pelas investigações, o caso começou a ser desvendado quando a moto que estava com Edson foi encontrada envolvida em um acidente de trânsito no Largo da Batalha, em Niterói.

“A moto pertencia a uma empresa que faz entrega de gás, mas o dono não soube explicar de onde veio a moto, pois já tinha comprado a empresa com a moto e tudo”, explicou.

Buscando por pessoas que foram assassinadas em dezembro de 2005 e cujos casos foram registrados nas delegacias de São Gonçalo como sem identificação, os policiais conseguiram encontrar um rapaz cuja descrição era semelhante a de Edson, encontrado morto no Largo da Ideia em 30 de dezembro de 2005.

“Nós pensávamos que ele estava vivo e que estaria em algum lugar. Fomos até hospitais, mas nada de sinal dele. Quando fomos ao IML de Itaboraí, ele não tinha dado entrada lá”, contou Marilene, que não se lembrou na época de procurar o filho em outros IMLs. Em 2005 São Gonçalo não possuía Instituto Médico-Legal (IML), sendo os corpos levados para o IML de Itaboraí. O corpo de Edson foi levado para o IML de Niterói, ainda em funcionamento na época.

Passado o prazo de dez dias após a sua entrada na unidade sem ninguém tê-lo identificado, o rapaz acabou sendo sepultado como indigente. “Não sabemos ainda o local exato onde está o corpo, mas ele provavelmente está no Cemitério do Maruí”, informou o investigador.


Fonte: O FLUMINENSE

Mãe volta ao Brasil sem a filha desaparecida na Ucrânia

ATUALIZAÇÃO - 14/10/2013
Acompanhe:
CRIANÇA É RESGATADA NAS FILIPINAS APÓS PRISÃO DO PAI.


_______________________________________________________________________

FILHA DESAPARECIDA NA UCRÂNIA -  O pai diz em uma mensagem que doou a menina em outro país.



Oziene Vieira Barbosa, 25 anos, mãe da menina Ieda Alexandra Vieira Levin - desaparecida desde o dia 27 de junho deste ano na Ucrânia - chegou a Palmas (TO)  na madrugada desta quarta-feira (17). Ela conseguiu voltar ao Brasil com a ajuda de amigos e parentes.

Após um relacionamento de três anos, em abril deste ano ela saiu do país para viver com um homem na Ucrania onde Oziene pensava que teriam moradia fixa para criarem a filha. Mas no fim de junho, Alexander Levin (47) pai da menina, saiu de casa com a justificativa de comprar leite, levou Alexandra e não retornou mais.

Em mensagem para a mãe, Levin diz que doou a menina em outro país.

Ainda na Ucrania, Oziene manteve contato com Levin através de e-mail, onde ele fez declarações que a assustaram.

Segundo publicado no G1 Tocantins, no e-mail ele tenta tranquilizar a mãe da menina, ao dizer que uma senhora irá cuidar de Alexandra "como se fosse filha dela, e que comida, leite, fraldas e roupas não faltarão à criança."

Em outra parte do e-mail, o homem diz a Oziene: "Nossa filha é uma criatura nojenta. Deve ser mal [...] criação da sua mãe. Tu não vai criar ela, e nem eu. Eu não amo ela, e nem ela a mim. Mas tu não vai [criar ela], e nem teus pais".

Segundo Oziene, apesar dos apelos feitos por ela, para convencer o pai da menina a deixá-la ver a filha, o ucraniano disse que ela só poderá ver a criança depois que ela completar 18 anos. "Estou sendo forte, não estou chorando, porque agora preciso ter a cabeça fria para planejar uma forma de trazer a minha filha de volta", relata.

Em um e-mail enviado pela mãe da menina, no último dia 11 de julho, a tocantinense pede: "Alex... me deixe eu ver minha filha... me fale onde ela está... pelo amor de Deus."

A Polícia Federal foi informada do caso e trabalha na investigação  em parceria com a Interpol. O caso é complicado porque envolve a diplomacia de dois países.



2 de jul de 2013

Novo pedido de prisão preventiva poderá ser emetido contra o pai e a madrasta de Emilly


Um novo pedido de prisão temporária poderá ser emitido contra o pai e a madrasta de Emilly. A informação foi divulgada à imprensa pela advogado da família da criança, Diogo Emanuel Domingos. Segundo ele,  o pedido de prisão temporária que havia sido emitido contra o pai e a madrasta de Emilly Ketlyn Ferrari, desaparecida há quase 60 dias, em Rio Pardo de Minas, no Norte de Minas Gerais, foi negado pela Justiça.

O juiz teria recusado o pedido anterior, feito pela Polícia Civil, porque não ficou totalmente clara a importância da prisão preventiva do casal, e que as possíveis ameaças realizadas por Leandro a testemunhas não estariam sendo feitas de forma direta.

O delegado responsável pelo caso, Luís Cláudio Freitas do Nascimento, preferiu não comentar as informações sobre os pedidos de prisão do pai e da madrasta da criança. “No momento oportuno, irei me pronunciar sobre a investigação que estamos realizando desde maio sobre o desaparecimento de Emilly. Estamos fazendo diversas diligências”, resumiu.

Emily Ketlem, que possui Transtorno de Déficit de Atenção (T.D.H.), desapareceu enquanto brincava na porta de casa, no dia 4 de maio deste ano, por volta das 17 horas, na avenida Padre Eurácio Giraldi, bairro Cidade Alta.

Atualmente, os pais da criança são separados e, no dia do sumiço, o pai havia deixado a menina na casa da ex-mulher por volta das 15 horas. Em seguida, viajou para a cidade de Taiobeiras, conforme relatou em depoimento à polícia. Desde então, a criança não foi mais vista. Na data, um carro preto teria sido visto rondando a residência da família.
Emylly Ketlem, desaparecida desde 04/05/2013





1 de mai de 2013

Dono de creche e ex deputado acusado de abuso sexual e de manter crianças em cárcere privado



                               Duduco - Nilson Nelson Machado
"Toda vida eu trabalhei contra esse tipo de relacionamento, 
mas agora que eu fui mais fraco, eu fui",


ABUSO SEXUAL, AGRESSÕES, COAÇÃO E CÁRCERE PRIVADO

Nilson Nelson Machado (52), o 'Duduco' como é conhecido por todos em Florianópolis  já foi deputado, atualmente é suplente de vereador e há 30 anos mantém uma creche na capital catarinense. Ele é alvo de investigação do Ministério Público e suspeito de abusar sexualmente de crianças, agressão e manter em cárcere privado crianças e jovens  ligados ao trabalho social que ele realiza.

CARISMA E POPULARIDADE

 Solteiro, 52 anos, dono da Creche Duduco onde mantinha um trabalho social junto às crianças, foi deputado estadual  e em 2012 candidatou-se  a vereador ficando como Suplente em Florianópolis com 2.430 votos (1,03% dos votos).

Uma boa pessoa! É assim que Duduco era visto e a denúncia abriu polêmica causando  grande  revolta na população florianopolitana, ao saber das denúncias de abuso sexual e violência com as crianças.


INVESTIGAÇÃO e CONFISSÃO

Durante oito meses a RBS realizou uma investigação cuidadosa, ouviu testemunhas, juntou documentos e teve acesso ao processo que está na justiça.


Filmado e gravado sem saber Nilson, o Duduco, confessa:

"Na minha fraqueza eu me envolvi com [...] e mantive relacionamento com [...]

Mais tarde em entrevista ele nega tudo.


"Ele tinha duas caras, duas personalidades, na frente das pessoas sorria, mostrava um trabalho bonito, mas ninguém sabia o que se passava dentro da casa". (testemunha)

Outra testemunha, hoje com 12 anos, conta que  morou no local até o ano passado. Ele era obrigado a prestar 'favores sexuais' em troca de um prato de comida.  "Ele me chamava no quarto para ver se eu tava com fome, dai ele trancava a porta do quarto, me levava pra cama, tirava a roupa e fazia' isso' a força..."

Uma adolescente de 14 anos conta que sofria espancamento. " Ele batia na gente de cinta, de sandália, pegava pelo cabelo e sacudia a gente... e fazia a gente comer resto de comida do lixo."

DENÚNCIA

Quatro pessoas foram detidas após ocorrência de agressão contra a mulher que teria denunciado o ex deputado Duduco nesta quarta-feria (1). A Polícia Militar recebeu o chamado às 13:16 h e  dirigiu-se ao local, na Rua  Clemente Roveri, centro de  Florianópolis. Os agressores foram detidos e encaminhados junto com a mulher para a delegacia de  polícia.

Em entrevista Duduco afirmou que  todos são ''seus filhos'', os jovens agressores e a mulher agredida. O ex-deputado disse que vai tentar ainda nesta tarde resolver o caso. "Estou em contato com meu advogado e vamos marcar uma entrevista coletiva, mas a jovem que denunciou e outros que falaram na reportagem moraram na minha casa durante muito tempo. Tudo não passa de uma grande briga de família que já existe há muito tempo. Estou à disposição e quero esclarecer tudo", afirmou ele.

Uma ex-funcionária, demitida por Nilson, confirmou as denúncias de abuso sexual, dizendo que as crianças dormiam às vezes no mesmo quarto que ele.

MINISTÉRIO PÚBLICO

No inquérito policial  com cerca de 200 folhas, a autoridade pede para que sejam apreendidos computadores e câmeras fotográficas que possam comprovar os abusos. O ministério Público, até data de hoje, ainda não se manifestou sobre o caso.

VÍDEO COM A CONFISSÃO DE DUDUCO - Acesse a página do G1


_______________________







28 de abr de 2013

Famosos se sensibilizam com o sequestro de Ida Verônica (8) nas redes sociais

Pais biológicos principais suspeitos do sequestro da menina de 8 anos - 



Uma família do tradicional bairro Porto, de Cuiabá, vive um drama desde às 12h30 desta sexta-feira (26). Uma menina de apenas oito anos de idade foi sequestrada dentro da residência da família por um homem armado. As informações da Polícia dão conta de que Ida Verônica é filha  biológica de um casal de traficantes internacionais

SEQUESTRO - POLÍCIA INVESTIGA SEQUESTRO DE MENINA DE 8 ANOS.


A Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, está investigando o sequestro de Ida Verônica Feliz, de 8 anos, em Cuiabá. Dois homens armados teriam cometido o crime que ocorreu no bairro Porto.  Eles teriam se aproximado em um Celta branco com vidros fumê, pedindo informações sobre uma venda de terreno. Pediram um copo de água para a irmã de Verônica e a renderam levando a criança.
“Eles deixaram claro para a Danielle que queriam a criança. Não pediram nenhum objeto de valor, nem nada, perguntaram só pela criança”, afirmou Leonardo Siqueira, primo das irmãs.

Conforme os policiais, a suspeita do crime recai sobre os pais biológicos da menina. O pai, um italiano de 46 anos, teria sido condenado por tráfico internacional, cumpriu pena em Cuiabá e deixou a prisão em 2010, tendo sido expulso do país.
A mãe, natural da República Dominicana, também teria sido presa e cumpriu pena em Santa Catarina. Ela já deixou o país.

Segundo o GCCO, desde então, os pais adotivos passaram a desconfiar que a filha corria o risco de ser sequestrada pelos pais biológicos. Ela foi adotada desde bebê por uma família que reside em Cuiabá.
Outro filho adotivo, de 4 anos, também teria sido sequestrado hoje, no mesmo horário, em Santa Catarina, onde vivia com outra família, segundo Siqueira.
Os pais adotivos disseram à Polícia que a mãe biológica chegou a vir a Cuiabá para tentar levar a menina, mas não obteve êxito.

Antes de ir embora, a mãe biológica avisou que contaria com "bolivianos" para sequestrar a filha. Suspeita-se que sejam traficantes.

“A família já recebeu vários telefonemas dos pais da Verônica ameaçando sequestrá-la. Por isso, suspeitamos dos dois”, afirmou.


REPERCUSSÃO NA REDE  ENTRE OS FAMOSOS

A notícia  comoveu toda a população que está fazendo intensa campanha na Rede Facebook, Twitter e muitos famosos também estão  compartilhando  via instagram.  Entre eles o jogador do Corinthians, Alexandre Pato, o casal sertanejo Maria Cecília e Rodolfo, a filha do empresário e apresentador Roberto Justus, Fabiana Justus, a cantora sertaneja Thaeme Mariôto, da dupla Thaeme e Thiago e outros mais, todos deixando mensagens com a foto ""Urgente: Foi sequestrada agora pouco em Cuiabá. Informações pelo tel 65-93070763".





------------------------------------

SOS EMBAIXADA BRASILEIRA Jovem desaparecido na Italia


ESTÁ DESAPARECIDO NA ITÁLIA

Fernando Henrique Oliveira Fernandes, 19 anos
Desaparecido na Itália (Foto Familia)
“Eu estou preocupada porque ele sempre mandava mensagem na internet ou ligava e não fez mais isso”, relata a avó.

A família dele mora no bairro São José em Barra do Garças. Segundo eles, Fernando Henrique juntou dinheiro durante um tempo para pagar sua viagem à Europa.  Em outubro de 2012 ele foi  morar com a mãe em Portugal, depois decidiu ir morar sozinho na Itália. Depois disso não houve mais comunicação com a família.

"A ultima mensagem que ele mandou foi em dezembro/2012", relata sua avó, Sra Maria Hélia Oliveira Silva de 50 anos.

Ela pediu apoio ao governo do Mato Grosso para interceder junto a Embaixada, mas até agora não teve retorno. 
Quem tiver notícias informar a Polícia de MG ou ligar para (66)9243 8492.

--------------------------

Brasileiro desaparecido em Paris

Família espera por ajuda do Itamaraty para saber o que  aconteceu com  Denis Carlos Mendonça, de 35 anos, que saiu para trabalhar em 28 de março, mas não chegou ao trabalho e também não voltou para casa.

URGENTE : brasileiro desaparecido em Paris
AVIS DE RECHERCHE : brésilien disparu à Paris 

DENIS CARLOS MENDONÇA - BRÉSILIEN (35 ans)
DISPARU À PARIS ATTENTION DISPARITION

Compartilhe esta mensagem com todos os seus contatos por favor
Partagez ce message avec TOUS VOS CONTACTS SVP

DENIS CARLOS MENDONÇA,

 Nascido 30/08/1979 em Goiânia / Brasil, 34 anos, desapareceu em Paris desde 29 de março de 2013.
Né le 30/08/1979 à Goiânia / Brésil, 34 ans, a disparu à Paris depuis le 29 Mars 2013

Se alguém tiver alguma informação, favor contatar com a Polícia 

ou na França com:
Si quelqu'un a des renseignements, contactez :
Antonio Cançado de Araujo Tel. +33 (0) 6 73 01 91 31
 brasil.fr@brasil.fr

__________________________________________________



DENIS CARLOS MENDONÇA ,

Um brasileiro que mora e trabalha em Paris, há mais de 10 anos, está desaparecido há quase um mês.
Denis Carlos Mendonça, de 35 anos, saiu para trabalhar, em 29 de março, mas não chegou ao trabalho e também não retornou a sua casa.
A mãe, Maria Silvana Borges, disse que está “em desespero, porque até hoje não tem notícia” do filho, com quem falava pelo telefone todos os dias.

Denis mora com uma brasileira em Paris, mas ela não consegue ter acesso a informações da polícia francesa sobre o caso porque eles só dão informações a parentes legais.

Gilberto Brito, amigo de Denis, foi a última pessoa que teve contato com ele.
— Ele me falou que ia fazer um negócio e depois me contava.

A família diz que Denis saiu do interior de Goiás há 11 anos e foi para a França trabalhar na construção civil, deixando três filhas no Brasil.

Sua permanência no país não era legal, mas de acordo com a Secretaria de Assuntos Internacionais, se Denis estiver detido por permanência ilegal, o Consulado brasileiro na França deve entrar em contato nos próximos dois ou três dias.
A família de Denis também esteve no Itamaraty, em Brasília, mas não conseguiu nenhuma resposta sobre o que pode ter acontecido.







27 de abr de 2013

Vídeo no Facebook mostra mulher sendo decapitada ao vivo

Um vídeo lançado esta semana na rede social do Facebook  causou grande alvoroço entre os usuários do site pelas imagens explícitas de uma mulher sendo decapitada.

Após milhares de curtidas,  compartilhamentos, comentários e denúncias o Facebook emitiu na sexta-feira (26) uma nota oficial informando que não retiraria o vídeo de suas páginas.

"As pessoas compartilham o vídeo para condená-lo e por isso não podemos removê-lo. Da mesma forma como programas jornalísticos na televisão usam imagens inquietantes mostrando atrocidades, as pessoas podem compartilhar vídeos inquietantes no Facebook com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre ações ou causas”, disse a empresa.  “Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem”. 


O vídeo, aparentemente mexicano, mostra uma mulher sendo decapitada por supostos integrantes de uma
gangue mexicana. Até a publicação da reportagem (26), o conteúdo foi compartilhado por mais de 5,6 mil usuários do Facebook, teve quase 3,9 mil comentários e mais de 1,4 mil “Curtir”.

Leitora chocada

A estudante Jéssica Souza, ao ver o Feed de notícias na sua página do Facebook viu um amigo fazendo um comentário sobre um vídeo e curiosa foi ver do que se tratava. Chocada e assustada com as cenas  de violência entrou em contato com o jornal e contou o que havia acontecido.  
. “Ela recebeu porque um amigo comentou, e apareceu na Timeline dela. Pelo comentário que ele fez, xingando, ela foi ver por curiosidade. [Depois de assistir], ela me mandou mensagem dizendo que estava se sentindo mal”, relatou.  “Ela ficou bem chocada, assustada porque nunca tinha visto algo assim real".
Jéssica conta que, inicialmente, pensou que o vídeo fosse uma montagem.
 “Assisti até o final. Achei que não parece ser falso, mas ainda assim não acredito que alguém seja capaz de filmar isso e colocar numa rede social”, aponta.

Facebook volta atrás na decisão. 

No sábado (27)  mesmo com pessoas ainda compartilhando o vídeo no Facebook, ao denunciar as imagens na rede social, o usuário recebe a mensagem de que o vídeo foi analisado e que viola os padrões de comunidade do Facebook em violência gráfica.
"Analisamos o vídeo denunciado. Como ele viola nossos Padrões de comunidade em violência gráfica, incluindo sinais de danos a alguém ou a algo, ameaçadas à segurança pública ou roubo e vandalismo, foi removido. Informaremos (...) de que o vídeo dele foi removido, mas não divulgaremos quem o denunciou. O Facebook nunca divulga o nome de quem enviar uma denúncia”, diz a mensagem.
O que você pode e não pode  publicar no Facebook

O que pode e o que não pode
Segundo os termos de direito e responsabilidades do Facebook, a rede social está autorizada a remover qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais de alguém. Os usuários estão proibidos ainda de publicar conteúdo que "contenha discurso de ódio, seja ameaçador ou pornográfico; incite violência; ou contenha nudez ou violência gráfica ou desnecessária".

É vedado também aos usuários publicarem conteúdo que "infrinja ou viole os direitos alheios ou a lei", informações financeiras confidenciais de ninguém no Facebook e que contenham quaisquer atos ilegais, equivocados, maliciosos ou discriminatórios.


------------------------






23 de abr de 2013

Homem internado em hospital argentino pode ser um brasileiro

Um jovem de 30 anos permanece internado numa  Clínica Médica na Argentina desde o final de 2011. A polícia o encontrou com poucos sinais vitais, a beira da estrada entre Ramada Paso e Itatí . Agora ele já está em condições de alta mas  o "Wilson", nome fictício que lhe foi dado pelos médicos, tem danos cerebrais decorrentes  do acidente e a esperança é  que sua família apareça. Acreditam que ele possa ser brasileiro.



Internado em Hospital da Argentina não sabe de onde veio - Ele pode ser um brasileiro


Em novembro de 2011 ele foi encontrado com ferimentos graves e foi levado para a sala de emergência. Ele entrou em coma e ficou durante muito tempo na UTI.

Quando foi encontrado vestia roupas femininas e tinha ao lado um saco com objetos de valor. Segundo deduções médicas ele poderia ter vindo do Brasil. Ele tem idade aproximada a 30 anos. Após todo esse tempo continua no hospital e já pode ter alta mas ele necessita de ajuda para  se alimentar devido a perda  de parte dos movimentos. O hospital lançou apelo  através de jornais  e quem mais possa divulgar na tentativa do ''Wilson" como foi apelidado, ser reconhecido por algum familiar.

INFORMAÇÕES - Entrar em contato com o Hospital José Ramón Vidal -
Endereço: Necochea 1050 (CP: 3400) Capital da província de Corrientes, Corrientes - Fone: (3783) 428453/421373


23 de mar de 2013

Ela pode perder a filha por não ter documentos

ATUALIZAÇÃO:  BEBÊ NASCEU SAUDÁVEL E
A FAMILIA FOI LOCALIZADA.
 
 
-----------------------------------------------------------------
 
 
MÃE E BEBÊ PODEM SER SEPARADOS - 



Sem documentos, encontrada em um mocó em Jataí, a mulher grávida de nove meses não sabe seu nome e dá informações desconexas. Ela sofre de esquizofrenia e afirma ter "por volta de 25 anos" e se chamar Ana Paula Andrade, mas as assistentes sociais acreditam que este não seja o nome nem a idade verdadeira dela, pois a doença é um transtorno mental que altera a realidade da pessoa

"Cada hora ela dá uma informação e isso dificulta encontrar a verdadeira identidade", diz Hellen Cristina Ludovino, coordenadora do centro de saúde de Jataí, na região sudoeste de Goiás, para onde a mulher foi levada.

Caso não encontrem nenhum parente, ela não poderá ficar com a filha que será encaminhada à um abrigo.

"Até porque ela não tem condições de cuidar do bebê", explica a secretária de Assistência Social, Gilvana Machado. O pai do bebê não foi identificado

A equipe da Secretaria de Assistência Social continua em busca de parentes da grávida. "Se alguém conhecer, souber da família, a gente vai atrás. Até pra resguardar essa criança que está prestes a nascer", informa Gilvana Machado. Qualquer informação sobre a gestante pode ser dada pelo telefone da secretaria (64) 3632-4039.