22 de jul de 2013

Nasce o príncipe, Kate dá a luz um menino

Bem-vindo pequeno príncipe




LONDRES - Kate Middleton, esposa do príncipe William, deu à luz a um menino nesta segunda-feira (22)

Ele assumirá o terceiro lugar na linha de sucessão do trono britânico.

Após semanas de intensa especulação na mídia sobre o nascimento do bebê real, Kate, de 31 anos, foi levada pouco antes das 2h da manhã (horário de Brasília) à ala particular do Hospital St Mary's, em Paddington, no oeste de Londres. Foi nesse mesmo hospital que William nasceu, em 1982.

Segundo nota divulgada pelo hospital, Kate e o bebê devem permanecer esta noite no hospital.

Seguindo a tradição, o sexo de seu primeiro filho só seria sabido no momento do nascimento o que causou grande expectativa pela mídia internacional.

Como seu pai, o príncipe Charles, fez no dia de seu nascimento, em 1982, William quebrou o protocolo e assistiu ao parto, que durou mais de 10 horas. O bebê real é o terceiro bisneto da rainha Elizabeth 2ª e, segundo a linha de sucessão da monarquia, deve assumir o trono após os príncipes Charles e William.

William, por sua vez, terá duas semanas de licença paternidade antes de retomar seu trabalho como piloto da Força Aérea britânica.


Curiosidade:


– Analistas estimam que o frisson em torno do nascimento do bebê real possa injetar na economia inglesa até 240 milhões de libras (380 milhões de dólares), fortuna derivada da venda de produtos licenciados, do aumento no fluxo de turistas e do bookmakers, mercado de apostas, que movimenta milhões na Inglaterra com palpites sobre o nome do bebê, a cor dos seus cabelos e até a idade em que ele vai ser fotografado pela primeira vez dentro de um clube noturno. Em entrevista à agência de notícias France-Presse, o especialista Gary Burton revelou que os palpites já ultrapassaram o montante de 750 000 libras (equivalente a 2,5 milhões de reais) na empresa de apostas Coral, a qual dirige.

Os números se justificam tendo em vista que sobre a cabecinha coroada do bebê de William e Kate repousa a responsabilidade da manutenção de uma instituição milenar, a monarquia britânica. Segundo um estudo divulgado em junho do ano passado pela consultoria britânica Brand Finance - especializada em avaliação e gestão de marcas -, o valor comercial da realeza britânica já supera 44,5 bilhões de libras (mais de 139 bilhões de reais). A pesquisa sugere que, se fosse colocada à venda como qualquer outro negócio, a monarquia valeria mais do que as redes de supermercado locais Tesco (33 bilhões de libras) e Marks & Spencer (7,4 bilhões de libras) juntas, por exemplo. O bebê de William torna-se o terceiro na linha de sucessão ao trono, atrás do avô e do pai. Os herdeiros são a forma de perpetuação da monarquia. Logo, ao presentear a rainha Elizabeth II com um bisneto, William e Kate cumprem o papel que se esperava deles: contribuem para garantir a longevidade do reinado dos Windsor

Nenhum comentário: