12 de abr de 2010

FICHA LIMPA

Basta de candidatos corruptos.  Queremos representantes com a FICHA LIMPA!

Congresso recua e adia a votação decepcionando milhares de brasileiros.

Segue a pressão popular para a aprovação do Projeto de Lei de iniciativa popular mas os deputados recuam com medo do PL  e transferem a votaçao para maio. " Após passar mais de um mês sendo analisado por um grupo de trabalho criado pelo presidente da Casa, Michel Temer, especificamenteContinuaremos acompanhando todo o trâmite do texto na CCJ para evitar qualquer descaracterização que inviabilize o projeto, como algumas emendas já apresentadas. Para qualquer cidadão acompanhar as propostas de mudança no projeto basta acessar o site da Câmara dos Deputados (www.camara.gov.br) e buscar pelo PLP 518/09 ou seguir as decisões da CCJ diariamente.

Campanha Ficha Limpa http://www.mcce.org.br//

 para elaborar um texto final que seria votado em Plenário, o projeto Ficha Limpa passará por nova análise agora na CCJ. "

Assine a Petiçao: https://secure.avaaz.org/po/brasil_ficha_limpa

Entenda o que é:
A Lei Ficha Limpa irá remover das eleições candidatos que cometeram crimes sérios como desvio de verba pública, corrupção, assassinato e tráfico de drogas. Vamos pressionar nossos deputados conseguindo 2 milhões de assinaturas para mostrar que se eles não votarem pela "Ficha Limpa" não votaremos neles! Assine abaixo e depois divulgue para todo mundo: https://secure.avaaz.org/po/brasil_ficha_limpa/

É importante que a sociedade continue atenta e prestando o mesmo apoio que vem dando à Campanha Ficha Limpa desde o início. Para isso, qualquer pessoa pode, por exemplo, procurar seu deputado federal ou senador e solicitar o apoio do parlamentar ao Projeto de Lei.

Em um momento decisivo para que a proposta já assinada  (em 08/04) por 1,8 milhão de brasileiros e brasileiras seja aprovada e traga mudanças importantes para o cenário eleitoral do país, é importante que não deixemos o tema sair de discussão.

Segundo a Constituição brasileira de 1988 é permitido a apresentação de projetos de lei pelos poderes Legislativo, Executivo e pela iniciativa popular. Para esse último caso, a constituição exige como procedimento a adesão mínima de 1% da população eleitoral nacional, mediante assinaturas, distribuídos por pelo menos cinco estados.

Nenhum comentário: