23 de mar de 2013

Ela pode perder a filha por não ter documentos

ATUALIZAÇÃO:  BEBÊ NASCEU SAUDÁVEL E
A FAMILIA FOI LOCALIZADA.
 
 
-----------------------------------------------------------------
 
 
MÃE E BEBÊ PODEM SER SEPARADOS - 



Sem documentos, encontrada em um mocó em Jataí, a mulher grávida de nove meses não sabe seu nome e dá informações desconexas. Ela sofre de esquizofrenia e afirma ter "por volta de 25 anos" e se chamar Ana Paula Andrade, mas as assistentes sociais acreditam que este não seja o nome nem a idade verdadeira dela, pois a doença é um transtorno mental que altera a realidade da pessoa

"Cada hora ela dá uma informação e isso dificulta encontrar a verdadeira identidade", diz Hellen Cristina Ludovino, coordenadora do centro de saúde de Jataí, na região sudoeste de Goiás, para onde a mulher foi levada.

Caso não encontrem nenhum parente, ela não poderá ficar com a filha que será encaminhada à um abrigo.

"Até porque ela não tem condições de cuidar do bebê", explica a secretária de Assistência Social, Gilvana Machado. O pai do bebê não foi identificado

A equipe da Secretaria de Assistência Social continua em busca de parentes da grávida. "Se alguém conhecer, souber da família, a gente vai atrás. Até pra resguardar essa criança que está prestes a nascer", informa Gilvana Machado. Qualquer informação sobre a gestante pode ser dada pelo telefone da secretaria (64) 3632-4039.

Nenhum comentário: