22 de jun de 2012

Procura-se estuprador que vitimou jovem de 14 anos.

Foto: Divulgação
Retrato falado do estuprador 



Rio -   Disque-Denúncia ((21) 2253-1177).  A polícia está à procura de um homem branco, com altura aproximada de 1,7m, traços nordestinos e muitas espinhas no rosto. Ele estuprou uma adolescente de 14 anos, espancou a garota e uma amiga dela da mesma idade e tentou matá-las na noite de terça-feira no Alto da Boa Vista, Zona Norte.

O fato aconteceu em uma praça no Alto da Boa Vista, Rio de Janeiro, por volta das 17 horas, quando duas jovens passavam por ali após saída do colégio. Ele as obrigou a  seguir por uma estrada escura e deserta no sentido de Paineiras.

As duas meninas foram agredidas a socos e pontapés sob a mira de um revólver. Ao final, queria obrigá-las  a se jogarem de um penhasco de 40 metros de altura, mas nesse momento ouviu as sirenes da polícia e saiu correndo.

Graças a ação rápida dos policiais militares, as meninas foram salvas. Eles atenderam de imediato ao apelo do pai, quando este viu que a filha estava atrasada.



Vítima sofreu lesões graves no ataque


Segundo o exame de corpo de delito, a menor estuprada sofreu ruptura de útero e os médicos ainda não têm certeza se, no futuro, ela poderá ser mãe devido à violência. A vítima foi submetida a dose de coquetel anti-HIV.

A Polícia Civil divulgou o retrato falado do suspeito, feito através do depoimento das jovens, e já analisa imagens de câmeras de segurança de pelo menos duas casas próximas ao local onde as adolescentes foram abordadas.

Informações sobre o estuprador poderão ser dadas ao Disque-Denúncia (2253-1177).






Beatriz Pacheco é encontrada sem vida

Beatriz Silva Pacheco Gonçalves, 10 anos, estava desaparecida desde o fim da tarde de domingo (17) e foi localizada em um matagal em Sarandi, no norte do Paraná com sinais de abuso sexual. Agentes da Polícia Militar (PM), da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros realizaram uma força tarefa e acharam o corpo no meio de um matagal, por volta de 12h.
Beatriz, 10 anos, encontrada sem vida
A criança havia saído para andar de bicicleta com o primo e quando a família percebeu que estavam demorando para voltar, saíram atrás deles.  “Nós começamos a procurar, mas não encontramos”, disse o tio Daniel Rodrigo de Carvalho.
Em torno das 18 horas o primo de Beatriz retornou sozinho e contou que um homem os havia abordado na estradinha e oferecido 10 reais para cuidarem de cavalos.  O menino acompanhou a prima e o homem até certa altura, mas ficou com medo e desistiu, Chamou a prima para irem embora, mas ela continuou, dizendo que queria  ganhar o dinheiro.
O caso está sendo investigado pela polícia local e de acordo com o escrivão da delegacia de Sarandi, Lisvonei Vitor Lerin, até agora foram ouvidos seis suspeitos, mas todos foram descartados. Segundo Carvalho, a mãe da menina, que tem outro filho de 17 anos, está em estado de choque.

Fonte:

EXPRESSOMT - Tio de menina morta no PR diz que mãe sonhou com tragédia